CRONIQUETAS

por CentixTheMeanix

 

 

 

 

 

 

 

         
 
 
NAVEGAÇÃO FLUVIAL

     O FCP lá ganhou o campeonato...com uma justeza tal que nem eu, avesso a tudo o que não seja verde, a coloco em dúvida. Mas, como em tudo o que não nos é caro, há sempre qualquer coisa que não bate bem, sempre algum defeitozito..

     Sempre que o dragão ( que por sinal é um bicho mitológico e não existe de facto, pelo que o novo estádio do fêquêpê será meramente virtual, uma vez que terá o nome do mostrengo ) sai vitorioso, para além de fogo, lança ventas fora a estafada verborreia do " contra tudo e contra todos ", da " moirama infiel ", da " Lisboa a arder ", e por aí fora, blá, blá, blá...

     Este ano temos uma novidade: o principal alvo do mau ganhar portista é nem mais nem menos que o malfadado presidente da edilidade portuense, Rui Rio de seu nome. Contas antigas, as do Plano de Pormenor das Antas, que agora se saldam, lançando-se ao infame Rio a populaça embezanada pela vitória e pelo habitual discurso trauliteiro do " Papão " e dos que lhe vão papar à mão... Nunca tive um apreço especial pelo senhor Rio: não aprecio xadrez, laranja, só da Carregueira ou de Moncarapacho, deixei de caber em " Fiat 600 ", e etc e tal... No entanto, admiro a criatura pela sua coerência e verticalidade, ao não baixar as calças aos senhores ( com letra pequena ) do futebol, nem fazendo concessões tendentes a angariar mais meia dúzia de apoiantes entra a maralha azulada...

     O homem merecia uma estátua, depois de tudo o que tem feito e tentado fazer pela transparência e pela legalidade...É difícil...Neste país de kinas, de felgueiras , de torres do marco, de asmáticos, traidores, tavares que dizem mal quando perdem e desdizem quando ganham, menezes de porta escancarada e convidativa, professores e martelos, e outros que tais, é muito difícil...

     Entretanto, vou ali ver um bocadinho do Kusturica que passa no Canal 2 ( por favor, salvem-nos da sociedade civil ), e já venho escrever o resto...

     Voltando à vaca fria ( se falasse de lampionagem seria riba fria, eh, eh...), enquanto o senhor Rio segue a sua cruzada solitária tentando não confundir relações institucionais com promiscuidade, vai sendo " enterrado " pelos habituais " opinion makers " e políticos da treta, para quem é mais importante um bilhetito à pato para uma qualquer final, uma fotografia ao lado do presidente para aumentar a popularidade, ou uns votos em troca de uma qualquer aprovação camarária... O edil sabe que o seu futuro político mais próximo passará por uma longa travessia do deserto...Que isso não o demova nem o corrompa...

     Sempre gostei de heróis solitários: Corto Maltese ( com e sem pantufas – belo trocadilho este ), Dirty Harry, Lucky Luke, e agora Unlucky Rio.

     Aquele tipo da anedota que marcha no pelotão com o passo errado é provavelmente Rui Rio – todos se riem dele, mas talvez seja o único com o passo certo...

        Com amizade me despeço

      Carlos Centeio

 

FAÇA O SEU COMENTÁRIO A ESTE TEXTO/ARTIGO