E esta, hein!?!...

por Nuno Romão

 

 

 

 

 

 

 

         
 
 
Caros amigos leitores do Pr@i@ on-line!

Foi com algum espanto que ao ler uma reportagem da revista "Única" do Jornal Expresso do dia 10MAI03, que resolvi escrever algumas linhas sobre este fenómeno, se é que se pode dizer assim. Já estamos habituados a ouvir as "nossas" mulheres dizer, que nunca estão em pé de igualdade em relação aos homens. Vejamos este caso em que uma jovem do sexo dito mais fraco, afirmação de que discordo veementemente, de nome Katie Hunida, de 21 anos, que mede 1.75m e de 70 kg de peso, oriunda dos EUA, decidiu desafiar o campeonato universitário de futebol Americano e pôr os mais cépticos de cabelos em pé. Ora nem mais! Na posição de "kickers", posição que fica por trás dos companheiros de equipa que a protegem. Esta jovem decidiu gravar os seus "touchdowns" e enviar para o treinador de uma equipa da Universidade de Rocky Long. Este treinador ao visualizar o vídeo achou que era este(a) jogador(a) que faltava à sua equipa. Só se apercebeu que era uma mulher quando teve o primeiro contacto visual com a atleta. Que dizer a esta historia da vida americana? Mas para esta atleta os horizontes ainda são mais alargados, a Katie quer entrar na liga profissional de Futebol Americano. Mas não vai ter muitas facilidades pela frente, ou teremos  alguém na terra do tio Sam, tipo o Mohamed Said al Sahaf, o conhecido Ministro do Interior do Iraque pelas suas optimistas crónicas, a dizer que "a katie não é uma mulher mas sim um homem".

Cumprimentos

Nuno Romão

 

FAÇA O SEU COMENTÁRIO A ESTE TEXTO/ARTIGO