Será que tem fim?...

por Nuno Romão

 

 

 

 

 

 

 

         
 
 

Estou estupefacto com estas últimas notícias....

Em tempos acreditei nos nossos ilustres "famosos", convicto que as noticias que iam aparecendo não passavam de mera brincadeira de mau gosto. Confiando nas declarações prestadas nos media, fiquei convicto da inocência do referido famoso, claro que estou a falar de Carlos Cruz. O apresentador que entrava em casa de todos nós, como sendo uma pessoa de bem, idónea e um exemplo a seguir, com deveres acrescidos na nossa sociedade dita  democrática. Com responsabilidades acrescidas uma vez que, foi um dos grandes impulsionadores da organização do Euro2004, ou seja iniciou a sepultura financeira e económica do nosso Portugalzinho, mas isto não vem agora ao caso.

No dia 3 de Fevereiro de 2003, pelas 23H30, esse dia fatídico para ele e sua família, fiquei a matutar sobre quem estava certo ou errado, se acreditaria nas declarações dele frente a milhões de portugueses ou no Meritíssimo Dr. Juiz Rui Teixeira.

Agora passados alguns meses, acredito que a justiça está a funcionar, cega, imparcial, como ela é, avança avassaladoramente, dia após dia, trazendo à ribalta homens que outrora representavam o nosso País além fronteiras,  fazendo submergir os seus podres escondidos nos recônditos das suas almas.

Hoje, dia 21 de Maio de 2003, um ilustre e digníssimo representante da  Assembleia da Republica, o deputado Paulo Pedroso, ex-ministro, junta-se á lista dos suspeitos de abuso de menores da Casa Pia. Ouvindo a sua entrevista na SicNoticias, televisão esta que teve um papel importantíssimo no desvendar deste caso horroroso, vem o  Dr. Paulo Pedroso, deputado eleito pelo circulo de Setúbal, afirmar a sua inocência  pedindo a AR o levantamento da imunidade parlamentar para que seja ouvido pelas entidades competentes.

Mas será que o Paulo Pedroso é inocente?

Todos os outros também alegaram a sua inocência. Estamos perante um escândalo de proporções dantescas, nunca a nossa justiça se deparou com algo semelhante, contudo na qualidade de Órgão de Policial Criminal e convicto que não pode haver presunção de culpa porque todos são inocentes até prova em contrário, acredito que os tribunais farão a costumada justiça.

Resta-me louvar a atitude de Paulo Pedroso, que na conferência de imprensa abdicou de todos os cargos parlamentares e partidários. Acredito que haverá culpados e que serão severamente punidos, não passando incólumes a tudo isto.

Ainda bem que nem todos as crianças  casapianas são surdas e mudas.

Cumprimentos

Nuno Romão

 

FAÇA O SEU COMENTÁRIO A ESTE TEXTO/ARTIGO